Notícias

Recomendações sobre o uso de máscaras no município de Belo Horizonte

CIEVS/GVIGE/DPSV/DVSA/SUPVISA/SMSA/PBH

ASSUNTO — Recomendações sobre o uso de máscaras no contexto da circulação de vírus respiratórios e outros agentes infecciosos de transmissão respiratória no município de Belo Horizonte.

Item atualizado: Revisão integral do conteúdo

Os dados epidemiológicos atuais mostram aumento da circulação do vírus Sars-Cov-2 no município de Belo Horizonte, refletido pela maior taxa de positividade dos testes diagnósticos realizados na rede SUS-BH, aumento de surtos e incremento nas solicitações de internações por SRAG por covid-19.

Além disso, a circulação de outros vírus respiratórios relacionados a síndrome gripal e síndrome respiratória aguda grave se mantém no cenário epidemiológico atual.

O uso de máscaras por pessoas com sintomas gripais é uma das medidas que podem minimizar a transmissão destes vírus. Diante disso, a presente nota visa reforçar as orientações sobre uso de máscaras no município.

O uso de máscaras no município de Belo Horizonte está regulado pela PORTARIA SMSA/SUS-BH Nº 0107/2023 (disponível no link — https://dom- web.pbh.gov.br/visualizacao/ato/32530) publicada em 04 de março de 2023.

De acordo com o decreto, o uso de máscaras é considerado obrigatório nos estabelecimentos e serviços de saúde para:

º pessoas acima de 2 anos de idade com sintomas respiratórios;

º profissionais de saúde durante procedimentos que podem gerar aerossóis e recomendado para:

º todos os profissionais atuando em áreas com assistência direta aos pacientes

o em locais fechados ou com aglomeração para as pessoas idosas; com comorbidades e/ou não vacinadas.

Pessoas com suspeita de covid-19 ou outros quadros gripais não devem frequentar locais públicos ou privados, devendo ser orientadas a procurar atendimento em unidade de saúde, sempre usando máscaras. A SMSA recomenda ainda, neste momento epidemiológico, uso de máscaras por pessoas sem sintomas gripais, em permanência nas unidades de saúde.

Os demais estabelecimentos públicos e privados têm a prerrogativa para estabelecer a obrigatoriedade do uso de máscaras nos seus ambientes.

Observação: As orientações desta nota podem ser alteradas a qualquer momento, considerando possibilidades de mudança no cenário epidemiológico e assistencial.

Copyright © 2017 - 2022 - AMECI