Notícias

Informações sobre o impacto da variante do coronavírus identificada no Reino Unido

NOTA TÉCNICA Nº 1/2021/SEI/GEVIT/GGTPS/DIRE3/ANVISA
Processo nº 25351.900003/2021-29

Informações sobre o impacto da variante docoronavírus idenficada no Reino Unido frente aosensaios de diagnósco in vitro

 1. Relatório

No início de dezembro de 2020, a Organização Mundial de Saúde foi noficada pelo ReinoUnido e Irlanda do Norte quanto a idenficação de uma variante genéca do SARS-Cov-2. A idenficaçãodesta variante (SARS-CoV-2 VUI 202012/01) se deu por meio do sequenciamento genômico viral, comoparte de uma invesgação virológica e epidemiológica, após ser observado um aumento de mais de trêsvezes na taxa de noficação de casos no Reino Unido em uma única semana, indicando a possibilidadeque esta variante possa se espalhar mais facilmente entre as pessoas.

Uma análise retrospecva rastreou a primeira variante idenficada na Inglaterra, em 20de setembro de 2020, que foi seguida por um rápido aumento da mesma variante ao longo dotempo. Outros países idenficaram a presença da nova variante e estudos preliminares indicam que ela émais transmissível do que os vírus circulantes anteriores, no entanto, até o momento não há informaçõessuficientes para determinar se está associada a qualquer alteração na gravidade da doença clínica,resposta de ancorpos ou eficácia da vacina.

As invesgações sobre a variante SARS-CoV-2 VUI 202012/01 também incluem os ensaiosdiagnóscos.

Leia a nota técnica na íntegra:

(Fonte: Anvisa)

Copyright © 2017 - AMECI