Notícias

Perfil epidemiológico das infecções relacionadas à assistência à saúde causadas por Enterobactérias produtoras de Carbapenemase

RESUMO

Objetivo:

Levantar o perfil epidemiológico das Infecções relacionadas à Assistência à Saúde causadas por Enterobactérias que carreiam o gene Klebsiella pneumoniae Carbapenemase (blaKPC) no ambiente hospitalar.

Método:

Estudo descritivo, realizado em um hospital privado de Belo Horizonte, MG, Brasil que incluiu todos os pacientes com infecções causadas por Enterobactérias que carreiam o gene Klebsiella pneumoniae Carbapenemase. Os dados foram coletados pelo Sistema Automatizado de Controle de Infecção Hospitalar e analisados por estatística descritiva pelo programa Epi Info 7.

Resultados:

Participaram do estudo 82 pacientes. A Klebsiella pneumoniae foi a espécie mais frequente (68%) isolada no sangue (30%), lavado broncoalveolar (22%) e urina (18%). Em relação à topografia, prevaleceu a infecção de corrente sanguínea associada a cateter (30%). Na avaliação do desfecho, destacou-se uma taxa de letalidade de 62% dos pacientes.

Conclusão:

os genes de resistência se disseminam de forma rápida, limitando as opções antimicrobianas para o tratamento dos agravos infecciosos. O perfil epidemiológico das Infecções relacionadas à Assistência à Saúde encontrado neste estudo pode ser trabalhado de forma preventiva pelos programas de prevenção e controle de infecção.

DESCRITORES: Enterobacteriaceae; Infecção Hospitalar; Resistência Microbiana a Medicamentos; Controle de Infecções.

 

Leia o conteúdo completo em: https://bit.ly/2LbfhOD

Copyright © 2017 - AMECI