Notícias

A AMECI recomenda o uso dos Critérios Diagnósticos de IRAS da ANVISA em 2017

Desde o Congresso Brasileiro de Controle de Infecção e Epidemiologia Hospitalar, realizado em Belo Horizonte (2016), a Diretoria da AMECI tem discutido sobre Critérios Diagnósticos de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde (IRAS). Do ponto de vista epidemiológico, a padronização dos conceitos é imprescindível, pois, sem uma padronização, não há como avaliar os dados.

A AMECI está recomendando que sejam usados os Critérios Diagnósticos de IRAS definidos pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), de 2017.

Para usar os conceitos da ANVISA, quais mudanças são necessárias? Para quem já utiliza conceitos do CDC, principalmente para aquelas instituições que começaram a fazer vigilância pelo antigo sistema NNIS do CDC, alguns sítios principais de infecção deixam de existir. São basicamente infecções não cirúrgicas:

  • Infecção óssea ou articular (BJ),
  • Infecção do sistema nervoso central (CNS) e
  • Infecção sistêmica (SYS).

A ANVISA codifica e padroniza quinze infecções, cujos códigos equivalentes no sistema NNIS/NHSN (CDC) não precisam ser necessariamente alterados. É claro que os conceitos devem ser aqueles preconizados pela ANVISA, o que não precisa mudar são os códigos de quem já trabalha com os sistemas do CDC:

 

Sítio principal Código NNIS/NHSN (CDC)
Infecção de Sítio Cirúrgico SSI
Infecção primária da corrente sanguínea – laboratorialmente confirmada BSI
Infecção primária da corrente sanguínea – laboratorialmente
confirmada associada a dano de barreira mucosa
BSI
Pneumonia relacionada à assistência à saúde PNEU
Traqueobronquite sem evidência de pneumonia LRI
Empiema e derrame pleural parapneumônico complicado associados à pneumonia LRI
Infecção do trato respiratório superior: faringite, laringite, epiglotite EENT-UR
Infecção do trato respiratório superior: sinusite EENT-SINU
Infecção do trato urinário relacionada à assistência à saúde UTI
Outras infecções do sistema urinário UTI
Infecção em ouvidos, nariz, garganta e boca EENT
Infecção no sistema cardiovascular CVS
Infecção de pele e tecidos moles SST
Infecção do trato gastrointestinal GI
Infecção do trato reprodutivo REPR

 

Além de padronizar os conceitos diagnósticos de quinze infecções, a ANVISA também traz outras definições conceituais importantíssimas. Critérios para se associar uma sepse primária a cateter venoso central, para se associar uma pneumonia ao ventilador ou uma infecção urinária ao cateter vesical de demora também estão definidos, além de outras questões epidemiológicas fundamentais para a vigilância das IRAS.

Diretoria AMECI

Copyright © 2017 - AMECI